Doenças Infantis.


Como o sistema imunológico, ou seja, as defesas do corpo das crianças, ainda não estão totalmente desenvolvidas, as mesmas são muito sensíveis a doenças infecto-contagiosas, como sarampo, catapora...
É muito importante que se conheça e previna essas doenças respeitando o calendário de vacinação infantil.

Sarampo: É uma doença causada por um virus, facilmente transmitida de pessoa para pessoa, e extremamente contagiosa. É muito parecida com a catapora, apresentando bolinhas vermelhas pelo corpo e coceira. A doença tem inicio com febre, tosse, olhos inchados e irritados pela claridade, podendo apresentar ínguas no pescoço.
Em 24h, os sintomas pioram e aparecem as pintinhas pelo corpo junto com desânimo.
As pintinhas duram cerca de cinco ou seis dias, tornando-se então escuras e começando a descamar. O cuidado deve ser intensificado e ter acompanhamento médico, pois podem surgir complicações como: pneumonia, encefalite, otite, diarréia e etc... O tratamento para essa doença é repouso absoluto e a medicação prescrita pelo médico para alivio dos sintomas. A doença dura até duas semanas. Vacinas: Anti-Sarampo com 9 meses, dose adicional com 12, DPT ou Tríplice Bacteriana no reforço com aSabim ou Tríplice Viral MMR.

Rubéula: Transmitida através do contato direto através das gotículas de saliva liberadas no ar ao tossir, espirrar ou falar, esta doença que se apresenta, vai deixando o paciente com aspecto avermelhado ou rubro. É uma das poucas infecções virais que pode causar anormalidades fetais, pois passa da mãe para o feto através da circulação comum do sangue. O paciente deve ficar isolado por 10 dias após o aparecimento da erupção, pelo alto risco de contágio. O período de incubação é de 14 a 21 dias, e logo após começam os sintomas como: cefaléia, febre alta, mal-estar, dor de garganta, aumento das glândulas do pescoço e ouvidos, e pintinhas vermelhas na pele. A doença dura cerca de uma semana. A rubéula congênita, transmitidas da mãe para o feto durante a gestação é a forma mais grave, pois pode provocar mal-formações congênitas como surdez e problemas visuais na criança, bem como ao parto de nati-mortos. Essa doença não tem tratamento, podendo apenas serem aliviados os sintomas. Mulheres que não tiveram esssa doença devem ser vacinadas antes de engravidar. Vacina: Tríplice Viral MMR.


Poliomielite: Também chamada de paralisia infantil, ou doença de Heine-Medin é uma doença viral, causada por um dos três polivirus existentes. È contagiosa e ataca o sistema neurológico, afetando o corpo inteiro, podendo causar paralisia dos movimentos musculares, por comprometimento do neurônio motor-periférico. A contaminação pode ser por contato direto, ou seja, contato com a criança infectada, ou indireto, isto é, picada de insetos, alimentos,água, etc... . O vírus se prolifera na submucosa do intestino ou faringe, espalhando-se pelo sangue através de todo o organismo. A incubação da doença leva de 3 a 35 dias, mas em geral se manifesta no máximo após 10 dias da contaminação. Na sua fase aguda,onde já existe comprometimento do sistema nervoso, pode apresentar febre, dores de cabeça e garganta, coriza, vômitos e às vezez rigidez na nuca. Não existe tratamento específico, mas é importante manter o bom estado geral do paciente, poius a maioria dos casos evolui para a cura completa. É uma doença altamente contagiosa, sendo o vírus eliminado pelas fezes onde sobrevive durante meses na água dos esgotos. Deve-se tomar muito cuidado com vegetais crus, água não tratada e manter a higiene pessoal. Vacina Sabin.
Meningite: É uma inflamação das meninges (membranas que recobrem o cérebro e protegem o sistema nervoso central), que pode tanto ser causada por um vírus , como por uma bactéria, sendo esta a mais comum. O período de incubação é de 2 a 10 dias e evolui em três etapas: Nasofaríngea, Septicêmica e Meningítica. A criança com meningite apresenta febre, rigidez na nuca, fortes dores de cabeça, mal estar, calafrios, vômito em jato dores musculares e confusão mental, sintomas esses que variam de acordo com a fase da doença. A transmissão é direta, através das gotículas de saliva lançadas no ar ao falar, tossir ou espirrar. A duração é de 20 dias e pode deixar seqüelas. Vacina: anti-HIB.

Coqueluche: É uma doença bacteriana infecto-contagiosa que ataca o sistema respiratório. Começa com leves sintomas que aparecem de 7 a 10 dias após o contágio, e podem ser confundidos com os da gripe: febre baixa, coriza, mal estar e tosse seca. Com o passar do tempo a tosse vai ficando mais intensa e repetitiva com alguns períodos de calma. Quando a tosse é muito intensa o paciente pode ter falta de ar e ficar com coloração vermelha e até arroxeada. A duração é de duas semanas, quando começa a reduzir gradativamente. Transmitida por contato direto com a saliva lançada ao ar ou objetos contaminados. O risco maior é para as crianças abaixo de 6 meses de vida que podem apresentar complicações como: alterações neurológicas, desidratação e convulções. A doença dura aproximadamente 30 dias. Vacina: Tríplice
aplicada em crianças de dois meses até quatro anos e onze meses.

Caxumba: Também chamada de parotidite, por atingir as glândulas salivares( parótidas), sublinguais ou submandibulares, é causada por uma infecção viral. Os sintomas costumam surgir de 12 a 25 dias após o contágio, com o inchaço das glândulas, que é percebido pelo pescoço, logo abaixo das orelhas e pela dor. Acompanham os sintomas de dores de cabeça, dores musculares, fraqueza, febre, calafrios e dor ao mastigar e engolir. Pode ocorrer também inflamação de testículos e ovários e meningite. Pode deixar sequelas como: diminuição da capacidade auditiva e esterilidade. É transmitida pelo contato direto com secreções contaminadas. O paciente deve ficar isolado por um período de 10 dias após o início da doença. Ocorre mais entre as crianças e nos períodos de inverno e primavera e não tem tratamento específico, aliviando-se apenas os sintomas. Vacina: Tríplice Viral com 15 meses de idade.

Catapora: Também chamada de varicela, a catapora é uma doença muito contagiosa, causada por um vírus e que só se pega uma vez. O corpo fica coberto de pintinhas vermelhas que começam pelo tronco, espalhando-se por braços pernas e rosto rapidamente, podendo até mesmo aparecer dentro da boca, orelhas e outros orifícios do corpo da criança. Depois de um tempo transformam-se em bolhinhas d'agua que secam em 4 ou 5 dias, formando casquinhas e caem. Quando essas feridinhas infeccionam, deixam cicatrizes para o resto da vida. O paciente apresenta febre alta, bastante coceira na pele, cansaço, cefaléia e perda do apetite.O contágio é direto através da saliva e da secreção das bolhas. Uma criança infectada pode transmitir o vírus dois dias antes do aparecimento das erupções e até secarem todas as bolhas, em mais ou menos 10 dias. Repouso, ingestão de líquidos e evitar de coçar as feridas para evitar a infecção é o recomendado. Vacina: Varicela.



Voltar